domingo, abril 13, 2014

Exercícios de Sociologia: Sociedade e Cultura

01. (Pedro II) A Escola de Frankfurt, em sua análise sobre a indústria cultural, constrói uma postura crítica direcionada para a:
a) veiculação de uma cultura heterogênea pelos meios de comunicação de massa.
b) diversificação dos gostos produzida pelos meios de comunicação de massa.
c) alienação da realidade ocasionada pela ação dos meios de comunicação de massa.
d) capacidade de pensamento crítico e autônomo promovida pelo advento dos meios de comunicação de massa.

02. Termo criado pelos teóricos da Escola de Frankfurt e que aponta uma inversão sobre a ideia de cultura. Nesse ponto, a cultura passa a ser um produto industrializado, uma mercadoria a ser vendida/ consumida e assim gerar lucro.

Visto o enunciado, marque a alternativa que indica corretamente o conceito sociológico em questão:
a) Indústria Cultural.
b) Mercantilização Cultural.
c) Produtos e Mercadorias Culturais.
d) Espetacularização da Cultura.
e) Cultura Popular.

03. Para os teóricos da Escola de Frankfurt um dos fenômenos visíveis nas sociedades contemporâneas diz respeito a massificação cultural (cultura produzida em larga escala, produção massificada). Sobre esse ponto, assinale a alternativa incorreta:
a) Neste caso, a cultura passa por um desligamento com a realidade cotidiana e passa a ser produzida em série, na forma de produto.
b) Nesse processo de massificação, a principal consequência é o desenvolvimento das linguagens artísticas ligadas à cultura popular, em detrimento da cultura de massa.
c) Quando apropriado pela indústria cultural, a cultura, na maioria das vezes, perde o seu significado original, ficando assim, desprovida do seu sentido original, tornando-se objeto voltado para a comercialização.
d) Neste processo, a criatividade e a crítica são secundarizadas, os assuntos leves são preferíveis, é o reino da frivolidade.
e) Temos aqui um típico processo em que, praticamente tudo se resume à moda, com prazo de validade curto, até que possa ser substituída por outra e seguida por todos.

04. (UPE) “Na Indústria Cultural, a perspectiva capitalista domina os “bens culturais”; os espectadores são vistos cada vez mais como consumidores. Consomem as ideias e os conceitos dominantes, veiculados pelos meios de comunicação de massa. Presa à necessidade de ser vendável, a cultura de massa se “normaliza”, se tecnifica e tende a apontar para um senso comum, uma “fórmula do sucesso”.

Segundo a afirmação acima, assinale a alternativa que identifica a finalidade da Indústria Cultural.
A) Proporcionar às pessoas necessidades do sistema vigente de consumir constantemente.
B) Criar valores irrefutáveis de vida simples e de lazer familiar.
C) Utilizar só os bens necessários para se ter uma vida feliz.
D) Garantir a continuidade dos produtos tradicionais que têm valor histórico.
E) Aumentar o nível social das pessoas pela otimização do uso dos bens duráveis.

05. Ao fazer importantes reflexões sobre o processo de hegemonia cultural e ideologia, o italiano Antonio Gramsci trouxe aspectos relevantes para o entendimento da cultura e sociedade. Nesse ponto, podemos afirmar que:
a) A cultura seria algo nocivo para uma sociedade, ou seja, suas implicações no processo de organização social seriam praticamente nulas.
b) Segundo Gramsci, a hegemonia de uma classe ou grupo se constrói a partir da cultura no momento em que os subordinados incorporam os valores culturais dos dominadores.
c) Temos aqui uma concepção de cultura pautada na necessidade de ampliação dos mercados de consumo e fruição.
d) Para Gramsci, a leitura sobre a cultura se estabelece apenas sobre o papel de dominação que os meios de comunicação detém sobre a coletividade.

06. Para Louis Althusser, o elemento cultural também pode ser elencado como um dos Aparelhos Ideológicos do Estado, nesse contexto, podem ser entendidos:
a) Como instrumentos utilizados pelas classes dominantes para reproduzir os seus padrões e valores sociais, perpetuando assim o controle ideológico e cultural sobre os demais setores sociais.
b) Como aspecto importante para a legitimação de uma sociedade igualitária e mais democrática.
c) Como elementos que proporcionam o desenvolvimento e maior divulgação das diversas linguagens artísticas e culturais em um ambiente mais amplo e multicultural.
d) Como elementos chaves para o entendimento do processo de efetivação de um ambiente multicultural e aberto às novas formas de manifestação popular.
############################################################################################################























01. (Pedro II) A Escola de Frankfurt, em sua análise sobre a indústria cultural, constrói uma postura crítica direcionada para a:
a) veiculação de uma cultura heterogênea pelos meios de comunicação de massa.
b) diversificação dos gostos produzida pelos meios de comunicação de massa.
c) alienação da realidade ocasionada pela ação dos meios de comunicação de massa.
d) capacidade de pensamento crítico e autônomo promovida pelo advento dos meios de comunicação de massa.

02. Termo criado pelos teóricos da Escola de Frankfurt e que aponta uma inversão sobre a ideia de cultura. Nesse ponto, a cultura passa a ser um produto industrializado, uma mercadoria a ser vendida/ consumida e assim gerar lucro.

Visto o enunciado, marque a alternativa que indica corretamente o conceito sociológico em questão:
a) Indústria Cultural.
b) Mercantilização Cultural.
c) Produtos e Mercadorias Culturais.
d) Espetacularização da Cultura.
e) Cultura Popular.

03. Para os teóricos da Escola de Frankfurt um dos fenômenos visíveis nas sociedades contemporâneas diz respeito a massificação cultural (cultura produzida em larga escala, produção massificada). Sobre esse ponto, assinale a alternativa incorreta:
a) Neste caso, a cultura passa por um desligamento com a realidade cotidiana e passa a ser produzida em série, na forma de produto.
b) Nesse processo de massificação, a principal consequência é o desenvolvimento das linguagens artísticas ligadas à cultura popular, em detrimento da cultura de massa.
c) Quando apropriado pela indústria cultural, a cultura, na maioria das vezes, perde o seu significado original, ficando assim, desprovida do seu sentido original, tornando-se objeto voltado para a comercialização.
d) Neste processo, a criatividade e a crítica são secundarizadas, os assuntos leves são preferíveis, é o reino da frivolidade.
e) Temos aqui um típico processo em que, praticamente tudo se resume à moda, com prazo de validade curto, até que possa ser substituída por outra e seguida por todos.

04. (UPE) “Na Indústria Cultural, a perspectiva capitalista domina os “bens culturais”; os espectadores são vistos cada vez mais como consumidores. Consomem as ideias e os conceitos dominantes, veiculados pelos meios de comunicação de massa. Presa à necessidade de ser vendável, a cultura de massa se “normaliza”, se tecnifica e tende a apontar para um senso comum, uma “fórmula do sucesso”.

Segundo a afirmação acima, assinale a alternativa que identifica a finalidade da Indústria Cultural.
A) Proporcionar às pessoas necessidades do sistema vigente de consumir constantemente.
B) Criar valores irrefutáveis de vida simples e de lazer familiar.
C) Utilizar só os bens necessários para se ter uma vida feliz.
D) Garantir a continuidade dos produtos tradicionais que têm valor histórico.
E) Aumentar o nível social das pessoas pela otimização do uso dos bens duráveis.

05. Ao fazer importantes reflexões sobre o processo de hegemonia cultural e ideologia, o italiano Antonio Gramsci trouxe aspectos relevantes para o entendimento da cultura e sociedade. Nesse ponto, podemos afirmar que:
a) A cultura seria algo nocivo para uma sociedade, ou seja, suas implicações no processo de organização social seriam praticamente nulas.
b) Segundo Gramsci, a hegemonia de uma classe ou grupo se constrói a partir da cultura no momento em que os subordinados incorporam os valores culturais dos dominadores.
c) Temos aqui uma concepção de cultura pautada na necessidade de ampliação dos mercados de consumo e fruição.
d) Para Gramsci, a leitura sobre a cultura se estabelece apenas sobre o papel de dominação que os meios de comunicação detém sobre a coletividade.

06. Para Louis Althusser, o elemento cultural também pode ser elencado como um dos Aparelhos Ideológicos do Estado, nesse contexto, podem ser entendidos:
a) Como instrumentos utilizados pelas classes dominantes para reproduzir os seus padrões e valores sociais, perpetuando assim o controle ideológico e cultural sobre os demais setores sociais.
b) Como aspecto importante para a legitimação de uma sociedade igualitária e mais democrática.
c) Como elementos que proporcionam o desenvolvimento e maior divulgação das diversas linguagens artísticas e culturais em um ambiente mais amplo e multicultural.
d) Como elementos chaves para o entendimento do processo de efetivação de um ambiente multicultural e aberto às novas formas de manifestação popular.
############################################################################################################























2 comentários:

Clara disse...

você poderia postar o gabarito, por favor! :)

Décima Maria disse...

e o gabarito ?